domingo, 1 de fevereiro de 2015

Aplausos se fazem o favor!!

Este post vai ser completamente dedicado á minha querida ex-coordenadora e amiga, por ter tido, como muitas outras vezes, a coragem de enfrentar a hipocrisia de frente! Mas desta vez merece não só as minhas palavras como as minhas palmas e de pé!
Todos por aqui já sabem, que tenho vidas paralelas e até agora, completamente compatíveis. Tenho um pé no mundo convencional, não só na medicina, como na minha vida social, faço imensas coisas que adoro fazer e que são ditas como convencionais, ler, escrever, pintar, fotografar, conviver socialmente com os amigos, fazer exercício físico, dançar, até parte dos meus sonhos são muito convencionais, não porque me são impostos pela sociedade, mas porque me fazem feliz...... e aqui começa a parte menos convencional e dita alternativa. O outro pé, que também me faz muito feliz, é o pé alternativo, medicina chinesa, tuiná, hipnoterapia, vegetariana por consciência e não porque está na moda ou é bonito, meditação, yoga, gostar de SER e gostar de SABER com o grande e único objectivo de crescimento pessoal e abertura de consciência, cura energética, contacto com a natureza . Ainda esta semana me disseram que era uma pessoa de opostos, o que é uma grande verdade, tão depressa me apanham a dançar, ou a saltar que nem uma maluca no ginásio, como muito sossegada num cantinho com uma vela e um incenso a meditar..... ou a ouvir música completamente alternativa como música meditativa (mantras). Mas é mesmo assim que os meus opostos se encontram, completam-se e encontram o equilíbrio interno. 
E na minha humilde opinião, seria exactamente assim que o mundo poderia encontrar o equilíbrio, reunindo e utilizando todo o seu conhecimento para um bem comum.
Mas o que acontece, na realidade, tem o nome de hipocrisia pura e dura, principalmente das pessoas que se julgam mais sábias que as outras, mas que de sabedoria não percebem absolutamente nada!
A minha querida amiga A. foi convidada para um congresso onde numa das palestras se falou da consulta da dor, e terapias utilizadas para combater tal situação. Como já é sabido, nos hospitais públicos já se prescreve acupunctura nesta consulta exercida exclusivamente por médicos da nossa medicina convencional. E porquê? Porque no nosso país nunca mais se legisla tudo o que diz respeito  a medicinas ou terapias alternativas. E porquê? Porque as pessoas que estão a exercer esta "terapia alternativa" que, como agora lhes convém, já não chamam de alternativa mas complementar, fazem tudo o que podem para descredibilizar e impedir que isto aconteça! E ainda têm a petulância de afirmar que por enquanto, claro, só eles, médicos de medicina convencional, segundo a legislação completamente descabida, podem exercer uma terapia oriental!! E que formação é que eles têm? Pois eu posso vos esclarecer! Têm uma formação de dois anos em que a única coisa que lhes ensinam são os meridianos energéticos de acupunctura, seus pontos e protocolos!! 
Qualquer pessoa com uma boa formação em Medicina Tradicional Chinesa sabe que o que eles fazem  é tratar sintomas e nunca a doença em si! Em MTC, não se tratam só sintomas, mas todo o conjunto de desequilíbrios que originaram os ditos sintomas, tratando a doença em si. 
Estas pessoas que se dizem mais sábios que as outras não sabem sequer fazer um diagnóstico em medicina chinesa e construir um possível tratamento com base nisso, mas são eles que se dizem conhecedores o suficiente para poderem exercer acupunctura no nosso país!! 
Então e as pessoas que tiraram uma licenciatura em MTC, com 5 anos de aprendizagem teórica e prática de uma filosofia que eles desconhecem?! Além dos 5 anos do curso ainda têm estágios em França e China!! Quem faz estágio na China onde é também avaliado, fica com o reconhecimento deste país como médico de medicina tradicional chinesa, podendo também exercer lá tal profissão.
Já para não referir as pessoas que foram beber o conhecimento da sua fonte! Existem imensos profissionais que foram tirar este curso superior á China. Que são possuidores de um conhecimento imenso!! E estas pessoas não são reconhecidas pelos nossos médicos e pelo nosso país como capazes de exercer tal profissão. Se eles gostam e querem aumentar o seu conhecimento para poderem ajudar os seus paciente, façam também a formação adequada! 
Mas aqui está o cerne da questão!! Já não interessa ajudar o paciente ou fazer o melhor que podemos para ajudar o próximo!! Que deveria ser a base de qualquer tipo de medicina!! Tratasse de estatuto e dinheiro tão típico da nossa sociedade!! 
Mas como estava a referir anteriormente a Grande A., no final da apresentação, teve mais um dos seus actos de coragem, e questionou tais pessoas á frente do grande público! Lindo não é, daí os meus aplausos......meus e de muitas outras pessoas que se encontravam presentes.
Não deveríamos trabalhar todos para um bem comum?! Em conjunto?! E como é óbvio sim são todos complementares. E todos se complementam de uma maneira brilhante! 
Mas a mudança já começou, até na cabecita deles, eles é que ainda não têm consciência disso! 


Enviar um comentário