quinta-feira, 3 de julho de 2014

Mariquices

No Domingo presenciei uma coisa espantosa, e tão pouco frequente hoje em dia... Entra no gabinete uma das minhas últimas doentinhas, tinha 97 aninhos... Entra com o filho, e a maneira como o filho a tratava fez inclusivamente a minha colega virar-se para traz, para perceber melhor quem era a pessoa que tinha entrado com a senhora..... O filho diz para a mãe  " diz meu amor, o que e que precisas? Em que e que te posso ajudar?"  
Estas palavras ficaram gravadas na minha memória, assim como o carinho com a qual ele a ajudava a movimentar e inclusive a despir e vestir a roupa, foi simplesmente incrível. Vieram as lágrimas aos olhos com tanto amor que havia ali a minha frente entre mãe e filho. 
Só este pequeno momento valeu por tudo o resto menos bom que possa ter acontecido nesse dia.


Enviar um comentário