quarta-feira, 2 de junho de 2010

Mais uma noite mal dormida.... mas ja tive piores...

Por aqui tudo muito sossegado... mais vale sussurrar, não vá a coisa dar para o torto, mas prevesse uma noite menos má... e o Tico eo Teco até estão a conseguir gerir a noite sem adormecerem completamente ou ficarem completamente anestesiados, coisa que tem acontecido sempre durante as ultimas semanas, inclusive durante o dia!!!
Mas continuando.... eu deduso que não é a primeira vez que falo sobre os animalzinhos mais despresiveis da terra, que eu nunca vou conseguir perceber porque é que eles existem a não ser claro, para nos lixarem a vida!!! Claro que estou a falar das MELGAS, por favor se souberem a razão da existencia delas esclareçam-me!!!
E claro que estou a falar das melgas melgas e não das pessoas melgas, essas tambem são dificeis de aturar.... mas as outras são bem piores!!!
Não posso sequer ouvir durante a noite o barulhinho delas que já não consigo dormir sem as matar!!! E não, estas eu não me importo de as esmagar!!!!
Quando morava em coimbra tinha verdadeiros pesadelos com elas, as desgraçadas lá em cima eram minusculas,mal se viam, faziam um barulhão e quando mordiam eu inchava e tinha que tomar medicamentos!!! Pior de tudo elas não eram esquesitas..... nem que tivesses só a ponta da orelha fora dos lençois elas MORDIAM!!! E a orelha inchava!!!
Andava eu toda contente porque vou de férias para a praia, quando acordo hoje de manhã.....e...... tenho as costas anca e rabo todo mordido!!!! vai ser lindo, ainda falta uma semana mas.... pelo tamanho das babas, não vão sair facilmente numa semana!!! Pelo menos elas foram espertas... sim estas devem ter uma especialização qualquer em geometria... fizeram o estrago de ambos os lados, direito e esquerdo!! Tudo muito direitinho!!!
Vai ser bonito! Pelo menos nos primeiros 3 dias de praia vou andar vermelhinha e elas não se vão notar tanto!!!
Amanha vai haver inseticida no difusor lá de casa, elas que se preparem para serem desalojadas!!! RUA ou MORTE!!! LOL
Enviar um comentário