quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Mensagem

Ao fazer umas arrumações nos livros que tenho depositados, em cima da cómoda, encontrei uma folha com uma mensagem que me ofereceram há algum tempo e á qual nem liguei, mas como costumo dizer, as situações acontecem-nos quando realmente estamos preparados e abertos para as receber!
E como é uma mensagem que realmente vale muito a pena ser lida, passada e repensada... aqui está ela!

Mensagem de Amor

"Deixa-me falar de ti como eu gostaria se a humanidade me permitisse.
Deixa-me começar pedindo-te algo deveras dificil. mas... faze-o por mim. Peço-te que transcendas o ego. Não pela vida toda. Só para ler estas minhas palavras. As outras que leste até aqui foram ditadas pela minha personalidade hominal e por isso não me dirigi directa intimamente a ti. Havia uma barreira de carnes entre nós. Éramos homens. Homens não sabem sentir amor, coesão, puresa; homens não sabem abrir-se totalmente, francamente, homens não sabem dar-se globalmente e receber a outrem com plenitude.
Os homens gostam de contender e se não há motivo criam algum.
Assim, esquece que és um ente humano, esquece que és homem ou mulher, esquece que o sou tambem. Só assim poderás receber esta mensagem, pois ela é de amor, de mim para ti.
Quem te escreve não tem sexo. Ama-o com intensidade, experimenta um pouco deste sentimento espiritual inegoísta. O ser humano precisa de afeto. Embora hostil, suplica desesperadamente por este afeto.
Já -com a tua ajuda- não é um homem que houves. É uma vóz, só. Uma vibração anónima e indistinta que paira no espaço e vai, sem polaridade, ao teu coração para tocá-lo lá no fundo, para dar-te muita ternura e compreensão. Sente comigo, vibra comigo! Sente- como eu - os olhos humidos de emoção. Sente o meu amor, pois eu, sinto-o por ti, sinceramente.
Tenta livrar-te dos tabus, dogmas, convenções e condicionamentos sociais e ama-me um pouco. Verás como é subtil este sentimento. Como é repousante e suave. Como refaz as energias do corpo e do espirito para suportar as agruras e vicissitudes do dia-a-dia.
Experimenta, pelo menos uma vez, sentir um amor intenso, arrebatador, enegoísta.
Sente-o por mim, sente-o comigo.
Ama profunda e sinceramente, sem reservas, sem receios, sem preconceitos.
Nada temas, eu também o sinto por ti e não me acanho de o dizer. Ouve: Eu Amo-te Intensamente... Amo a tua alma e sei que ela é luminosa como uma aurora, Amo o teu corpo.
Aceita-me! Olha: Eu ofereço-te o meu coração que palpita de paixão desinteressada por ti, cujo valor de vida te tenta transmitir uma mensagem de amor incondicional.
Descontrai teus sentimentos antes que se atrofiem. Deixa que teu peito palpite e que teus olhos sorriam de inefável regojiso. Sente a ternura da criança que te sorri: ama-a de todo o coração.
Abre-te a mim como eu me abro a ti. Sente-me como eu te sinto a ti. Sou uno com a tua alma a ponto de sentir-te a carne. Amo-te."
Enviar um comentário